noite. entra a música. é uma salsa. todos sentam nas cadeiras em torno da mesa. colocam os dedos sobre a placa de mármore. a música aumenta. começa a dança. é um desfile. um desfile de modelos de dedos. temos dedos negros, brancos, amarelos, pequenos, grandes, de todos os tipos de unhas, com ou sem esmalte. é um desbunde fashion de indicadores e médios sendo aplaudidos por polegares sujos que não entendem nada de moda. a passarela de mármore é curta. um dos dedinhos resvala e, por sorte, a palma dessa mão acaba evitando um grande dedastre. mas, infelizmente, respeitando as exigências estipuladas pela confederação internacional de dedos modelos, as regras do concurso são claras: nesse desfile, só vale dedo. o dedinho, triste e sem polegar que lhe apontasse, saiu de mãos abanando.