mais tarde, quando
eu for tirar a tua calcinha e
você disser
eu não uso
como a perna de um amputado
que já não tem perna
mas sem a gravidade que é
não ter
abrirei caminhos pelos pelos
e com a vela na ponta dos dedos
profundo, te singrarei